Palácio do Planalto nega afastamento de Olavo Noleto

  • Olavo Noleto

  • Jornal Opção

    No íncio da tarde desta terça-feira, 10, o Palácio do Planalto emitiu nota à imprensa negando a informação de que o jornalista goiano Olavo Noleto (PT), subchefe para Assuntos Federativos da Secretaria de Relações Institucionais, teria sido afastado do cargo. As informações foram divulgadas pela manhã em matéria do jornal O Globo.

    Em conversa breve, Olavo Noleto negou haver qualquer denúncia contra ele sobre possível envolvimento com o empresário Carlos Cachoeira, preso pela Operação Monte Carlo há 42 dias. “Não tem afastamento. São boatos”, declarou. Ele também divulgou nota oficial sobre o ocorrido.

    Os rumores tiveram início no Twitter de um jornalista goiano que dava créditos a uma jornalista de Brasília, e logo depois estava como manchete do Jornal O Globo. Conforme publicado pelo O Globo, Noleto se afastaria do cargo sob orientação da presidente Dilma Rousseff (PT). O pedido de afastamento teria vindo da ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, após uma reunião entre ambos. Os registros não colocam Olavo como integrante do esquema. Ele teria falado por telefone com o ex-presidente da Câmara Municipal de Goiânia, o empresário Wladmir Garcez, também preso pela Operação Monte Carlo e tido como braço direito de Cachoeira.

    Noleto teria afirmado sobre o contato, que, como grande parte do meio político goiano, conhece o bicheiro. Ele nega defender qualquer interesse de Carlinhos, e alega, inclusive, não ter aceito como presente do contraventor um Ipad. O Planalto nega as informações do suposto presente e a de que Olavo Noleto teria sido apresentado ao empresário do ramo de jogos ilegais que tem movimentado a cena política nacional.

    Twitter

    Olavo Noleto acaba de negar as informações divulgadas pelo jornal O Globo. Em seu perfil no Twitter (@olavonoleto) ele disse: "Informação @oglobo não é verdadeira. Não conheço Cachoeira. A ministra Ideli já desmentiu a matéria. Agradeço manifestações de solidariedade."

    Segue a integra das notas: Secretaria de Relações Institucionais

    A Secretaria de Relações Institucionais informa que são infundadas as informações sobre eventual afastamento do subchefe de assuntos federativos, Olavo Noleto. Não existe qualquer indício de irregularidade em relação à sua conduta que possa justificar seu afastamento. Informa ainda que não existiu uma suposta reunião entre Noleto, o ministro Gilberto Carvalho e a ministra Ideli Salvatti, nos termos relatados pela imprensa.

    Assessoria de Imprensa da Secretaria de Relações Institucionais."

    Olavo Noleto

    "A propósito de reportagem publicada hoje pelo jornal "O Globo", tenho a esclarecer: 1. Fui chefe de gabinete do prefeito Pedro Wilson Guimarães, na Prefeitura de Goiânia, entre 2001 e 2002, mesmo período em que o vereador Vladimir Garcez era presidente da Câmara Municipal de Goiânia.

    2. Em virtude das minhas obrigações profissionais, conheci e convivi com Garcez durante os dois anos em que estive na Prefeitura de Goiânia.

    3. Como subchefe de assuntos federativos da Secretaria de Relações Institucionais, mantenho relação política institucional com todos os governadores, prefeitos e atores políticos do país, especialmente com os do meu Estado de Goiás.

    4. Jamais conversei, conheci ou fui apresentado a Carlinhos Cachoeira.

    Olavo Noleto

    Subchefe de assuntos federativos da Secretaria de Relações Institucionais"

    Página Inicial